Staind

Staind: Sobre

A banda forma-se em 1995 na área da Nova Inglaterra, Estados Unidos. A sua proposta metálica caracteriza-se por incorporar altas doses de melodia e textos perturbados, entre o heavy e a épica da Seattle mais obscura. Os rapazes de Staind tomaram-se tão a sério que, apenas um ano depois de se estabelecerem no circuito gravam o seu primeiro disco, Tormented, que editam de forma autónoma e do qual chegam a vender algo mais de 2000 cópias. O seu ritmo de concertos leva-os a partilhar os palcos com Limp Bizkit, embora antes do espectáculo terem alguns problemazitos com Fred Durst. Pelos vistos, o líder da banda de rap/metal não gostou nada do desenho da capa do seu disco, com uma boneca Barbie crucificada e uma Bíblia manchada de sangue. Apresentou-se no camarim dos Staind, arrojou o CD pelo chão, chamou-os de satânicos e tratou de impedir a actuação. Contudo, tudo mudou quando Durst ficou fascinado pelos directos do quarteto, para dar início a uma amizade frutífera que terá como resultado a descolagem oficial do grupo de Aaron Lewis. Dsyfunction(Elektra, 1999) põe os de Springfield na mira do novo metal, embora seja o seu segundo disco, Break the Cycle (Elektra, 2001), o que os torna em estrelas da cena. O seu sucesso leva-os a editar um DVD para a série MTV Unplugged nesse mesmo ano, antes de prosseguirem o seu caminho com 14 Shades of Grey (Elektra, 2003). Sem surpresas no seu som, Staind mantêm as criativas constantes com Chapter V (Atlantic, 2005).