Alanis Morissette

Alanis Morissette: últimos vídeos musicais

Underneath

Videoclip

Head Over Feet

Videoclip

Everything

Videoclip

Thank You

Videoclip

You Oughta Know

Videoclip

Ironic

Videoclip

Precious Illusions

Videoclip

Hand In My Pocket (Concept)

Videoclip

Alanis Morissette: Sobre

Nascida em Ottawa, a 1 de Junho de 1974, Alanis Morissete sempre mostrou determinação e talento em igual medida. Teve sucesso ainda cedo, no programa de televisão "You Can`t Do That on Television", transmitido pelo canal Nickelodeon, mas a música sempre foi a sua prioridade. Aos nove anos já tinha gravado o seu primeiro disco a solo, "Fate Stay With Me".

A oportunidade em direção a uma verdadeira carreira musical chegou em 1987, quando o empresário Stephan Klovan foi a casa de Morissette para ouvir a menina de doze anos,para o Festival Anual das Flores. Ficou surpreendido com a sua maturidade e aparenteà-vontade . A isso somava-se uma voz poderosa e bons instintos criativos. Klovan apercebeu-se que a menina tinha o que era preciso para ser uma mega estrela, tornou-se seu representante e inscreveu-a em programas muito importantes na altura, como o Star Search. Juntou-a a Leslie Howe, compositora pop de Ottawa e técnica de gravação, cuja banda One to One alcançou sucesso nas tabelas canadianas. Howe criou a maioria das músicas e Alanis adicionou bastante como vocalista. A sua primeira colaboração, "Alanis", foi um sucesso estrondoso no Canadá, vendendo mais de 10,000 unidades, muito por conta do single ‘Too Hot’. Alanis ganhou o prémio Juno para “vocalista feminina do futuro” e transformou-se numa sensação para os adolescentes. De repente, viu-se como uma jovem que tinha de adaptar-se a um modelo adulto para criar impacto. É uma experiência da qual não se arrepende, no entanto revelou mais tarde que "havia algo dentro de mim que não se assemelhava ao que eu era na realidade naquele momento. Foi assim porque não estava preparada para me expressar dessa maneira".

Após o lançamento do álbum "Now is The Time", em 1992, a jovem Alanis fez várias mudanças radicais. Acabou a escola secundária e mudou-se para Toronto e trocou de representante. Longe da família, Alanis dedicou-se totalmente à música, fazendo pesquisa com o seu "exército" de colaboradores. Para isso, teve de viajar para oeste, para o estúdio na cave de Glen Ballard, que produziu álbuns como "All I Need", de Jack Wagner, em 1984, o álbum de estreia de Wilson Phillips, em 1990, e até tocou piano para Michael Jackson e Quincy Jones, em "Bad". Transformou-se na "parteira" perfeita para o bebé de Alanis, que escreveu canções que descreviam as frustrações dos adolescentes. Canções como ‘You Learn’ e ‘All I Really Want’ adotavam caminhos imprevisíveis e lanis sentia-se dividida entre o tormento do perfecionismo e a sua forte independência sexual e inteletual. A rádio conhecida de Ballard preferiu concentrar-seno habitual, contratando Flea e Dave Navarro dos Red Hot Chili Peppers para tocar ‘You Oughta Know’. Fora do circuito punk, Alanis tornou-se na artista estranha que respeita o seu público juvenil e que não é condescente. Lançado em 1995 pela Maverick, a empresa discográfica de Madonna, "Jagged Little Pill"foi um sucesso fenomenal, com quatro êxitos individuais e milhões de cópias vendidas. Alanis e Ballard acreditaram que tinham fechado a porta à sua música pop do passado.Alanis não falou deste álbum docemente. Em entrevistas era tão directa comono disco. A cantora tornou-se rapidamente no ícone da década. conquistou o estatuto de estrela internacional em 1995, com o álbum multi-platinado “Jagged Little Pill” conquistou 4 prémios Grammys, 8 Juno Awards, 2 American Music Awards, 1 MTV EMAs e 3 MTV VMAs e é, até à data o álbum de estreia mais vendido de sempre de uma artista feminina nos EUA e o álbum de estreia mais vendido de sempre na história da música. Desse registo foram retirados diversos singles de sucesso mundial, como ‘You Oughta Know’, ‘Hand in My Pocket’, ‘Ironic’, ‘You Learn’, ‘Head over Feet’ e ‘All I Really Want’.

A pressão do sucesso inspirou-a a descobrir -se novamente. Após uma digressão internacional com a sua inspiração Tori Amos, Morissette viajou para a Índia. E voltou com uma nova intenção e o álbum "Supposed Former Infatuation Junkie" e o single ‘Uninvited’, tema da banda sonora do filme “City Of Angels’ galardoado com dois Grammys. O segundo registo da menina rebelte incluiu uma série de canções épicas, nas Alanis leu cartas a antigos namorados (‘Unsent’) e ofereceu reconciliação a todos (‘Thank U’). Aparentemente, Alanis descobriu-se a si mesma.... novamente."Tenho saudades de acordar com essa idade", disse Madonna uma vez.

Seguiram-se a edição de “MTV Unplugged” (1999), “Under Rug Swept” (2002), “So-Called Chaos” (2004) e “Flavors of Entanglement” (2008), discos que deram a conhecer diversos temas, entre eles Thank U’, ‘So Pure’, ‘Joining You’, ‘Unsent’, ‘That I Would Be Good’, ‘King Of Pain’, ‘Hands Clean’, ‘Precious Illusions’, ‘Everything’, ‘Out Is Through’, ‘Eight Easy Steps’, ‘Underneath’ ou ‘Not As We’. Em 2005 a cantora celebrou o décimo aniversário da edição de “Jagged Little Pill”, com o lançamento de “Jagged Little Pill Acoustic” e, no mesmo ano, editou a compilação “The Collection”, que incluiu a versão do tema ‘Crazy’, de Seal.

Alanis Morissette já vendeu mais de 60 milhões de álbuns em todo o mundo.

Em 2012 a canadiana regressa às edições com “Havoc and Bright Lights”, o seu sexto registo de estúdio, cuja produção foi entregue a Guy Sigsworth – conhecido pelas colaborações com Björk, Madonna ou Seal - e Joe Chiccarelli – que já trabalhou com Tori Amos, Elton John, My Morning Jacket e U2. O registo foi antecipado pelo single ‘Guardian’, cujo vídeo foi realizado em Berlim e inspirado no filme “As Asas do Desejo”, de Wim Wenders.