Bon Jovi

Bon Jovi: últimos vídeos musicais

Unbroken

Videoclip

Unbroken

Videoclip

This Is Our House

Videoclip

Till We Ain't Strangers Anymore

Videoclip

Till We Ain't Strangers Anymore

Videoclip

Lost Highway- Live The Concert

Videoclip

Hallelujah

Videoclip

Livin' On A Prayer

Videoclip

Bon Jovi: últimos vídeos

It's My Life, live in New York - World Stage

Vídeo

Livin' On A Prayer, live in New York - World Stage

Vídeo

Whole Lot of Leavin', live in New York - World Stage

Vídeo

Have A Nice Day, live in New York - World Stage

Vídeo

2010 EMA | Vignette | Global Icon Award.

Vídeo

Bon Jovi: Sobre

Os Bon Jovi são um grupo de rock comercial, fundado em Nova Jersey, nos EUA, e liderado por John Francis Bongiovi Jr. (nascido a 2 de março de 1962, em Perth Amboy, Nova Jersey - voz). Os quatro membros são Richie Sambora (nascido a 11 de julho de 1969 - guitarra), David Bryan (David Rashbaum, nascido a 7 de outubro de 1953 - bateria) e Alec John Such (nascido a 14 de novembro de 1956 - baixo).

Bongiovi, de origem italiana, conheceu Rashbaum (ex Phantom’s Opera) no instituto Sayreville, onde ambos partilhavam interesse pela música rock. Logo se juntaram a outros músicos numa banda de "covers" de R&B, chamada Atlantic City Expressway.

Quando Rashbaum se mudou para Nova Iorque, para estudar na Julliard School of Music, Bongiovi foi com ele. De olho nos estúdios de gravação Power Station, propriedade do sprimo Tony, Jon fez todos os tipos de trabalhos mal pagos durante dois anos antes que Bill Squier aceitasse produzir a sua demo. Uma canção, ‘Runaway’, foi projetada na rádio local e incluída num álbum de coleções de artistas locais. Após ter-se reunido novamente com Rashbaum contratou Sambora, um músico de estúdio famoso, Such (ex Phantom`s Opera) e Torres (ex-Knockouts). Em julho de 1983 assinaram um contrato discográfico com a PolyGram Records e foram o número de abertura para Eddie Money e ZZ Top, atuando com estes últimos no Madison Square Garden. A imagem de Bon Jovi atraiu logo a atenção para o grupo e Jon rejeitou um lucrativo papel no musical “Footloose” para poder concentrar-se na música.

Após a edição do primeiro trabalho, chegaria uma digressão como cabeças de cartaz e atuações nas primeiras partes de concertos dos Scorpions, Whitesnake e Kiss.

O segundo álbum, “7800 Degrees Fahrenheit”, foi recebido com ceticismo por parte da imprensa musical, que já era hostil com o grupo, devido à imagem limpa e ao rock académico do grupo.

O grupo respondeu na medida certa com “Slippery When Wet”, o álbum de rock mais vendido em 1987. Colaborando com o compositor Desmond Child, três dos seus temas – ‘Wanted Dead or Alive’, ‘You Give Love a Bad Name’ e ‘Livin`On a Prayer’ - foram êxitos nos EUA e Europa e os Bon Jovi alcançaram a primeira liga do rock mundial. ‘Livin' on a Prayer’ foi premiado com o “MTV VMA” de “Best Stage Performance in a Video” e a digressão promocional do álbum correu mundo e terminou na Austrália, após um total de 18 meses e de milhões de cópias do álbum vendidas.

O final de 1989 foi dedicado a realizar uma digressão mais extensa, antes de se retirarem temporariamente. Como comentou Jon Bon Jovi na altura: "estava na hora de fazer ciclismo na montanha, arranjar o jardim, qualquer coisa menos fazer outro disco com os Bon Jovi".

Posteriormente, Jon concentrou-se na carreira a solo, casou com a campeã de karaté Dorothea Hurley, fez a sua primeira aparição em cinema no filme “Cavalgada para A Morte” e, em 1990, lançou o primeiro trabalho a solo, um conjunto de canções inspiradas nesse filme.

Em 1991 foram premiados com o “Video Vanguard Award” dos MTV VMA.

O incentivo comercial para regressar com os Bon Jovi foi algo difícil de resistir. “Keep the Faith”, com um som mais rasgado, foi a edição seguinte, um álbum estrondoso que satisfez tanto críticos como alguns fãs ansiosos que aguardaram pacientemente por material novo durante quase quatro anos.

Para os que consideraram o grupo um fenómeno comercial gasto, o sucesso da balada ‘Always’, que arrasou os tops em 1994, desmentiu o falado declínio. Após esse sucesso, os Bon Jovi ocuparam o primeiro lugar das listas em diversos países, com a compilação “Crossroads”, entre rumores sobre a iminente substituição do baixista Alec John Such por Huey McDonald. Enquanto isso, Bryan lançou o primeiro álbum a solo e Sambora casou com a atriz Heather Locklear.

Seguiu-se a edição de “These Days”, uma típica compilação bem conseguida de baladas e rock festivo, que incluiu o single famoso ‘This Ain`t a Love Song’, numa altura em que estavam já estabelecidos como uma das bandas de rock mais populares do mundo.

A popularidade dos Bon Jovi atingiu o auge em 1995, ano em que foram premiados com o “MTV EMA” de “Melhor Rock”. No mesmo ano, a votação anual realizada pelos leitores da revista “Kerrang!” (a mais importante nesse ramo na Grã-Bretanha) a banda ganhou sete galardões, incluindo “Melhor Grupo” e “Melhor Álbum” (“These Days”) e, surpreendentemente, o de “Pior Grupo” e “Pior Álbum” (“These Days”).

Nesta altura Jon Bon Jovi começou a investir na carreira de ator, com papéis de protagonista em “Paixões ao Luar” e “O Protagonista”. Além disso alcançou sucesso a solo, com o álbum “Destination Anywhere”, editado em 1997.

O grupo voltou a reunir-se dois anos depois, para gravar um novo álbum, “Crush”, que incluiu o êxito ‘It’s My Life’. Seguiram-se “Bounce” (2002), “Have a Nice Day” (2005), “Lost Highway” (2007) e “The Circle” (2009), dos quais foram retirados singles como ‘Everyday’, ‘Bounce’, ‘Misunderstood’, ‘Have a Nice Day’, ‘(You Want To) Make a Memory’ ou ‘We Weren't Born to Follow’, entre vários outros, com os quais continuaram a demarcar com facilidade e estilo, o espaço entre o heavy-metal e o rock melódico (AOR).

O êxito global e a contribuição para a música ao logo de três décadas rendeu à banda o prémio MTV de “Ícone Global”, entregue durante os MTV EMA 2010, realizados em Madrid.

Em março de 2013 os Bon Jovi lançam um novo álbum, “What About Now”. O registo inclui o single ‘Because We Can’, que se tornou na maior edição da banda na era iTunes. Segundo a editora Universal, o tema - escrito por próprio Jon Bon Jovi com Richie Sambora e Billy Falcon - alcançou o Top 5 no iTunes de 24 países e o Nº1 noutros 12.

Desde que se juntaram em 1983 os Bon Jovi já venderam mais de 125 milhões de álbuns em todo o mundo e tornaram-se numa das bandas mais duradouras e bem-sucedidas da história do rock, tendo realizado mais de 2700 concertos para mais de 35 milhões de fãs, em mais de 50 países. As digressões da banda chegaram mesmo a ganhar o prémio de digressão mundial mais bem sucedida por duas vezes em três anos. Além disso receberam vários prémios e distinções, incluindo o troféu MTV de “Ícone Global”, vários MTV VMA, EMA e Grammys, a inclusão na prestigiada UK Music Hall of Fame e no Songwriters Hall of Fame.

Os Bon Jovi regressam a Portugal – onde já atuaram diversas vezes - a 26 de junho, para atuar no Parque da Bela Vista, em Lisboa. Este concerto faz parte da digressão mundial "Bon Jovi Because We Can - The Tour", que inclui passagens pelos EUA, Canadá, Europa, Japão, África do Sul, Brasil e Austrália.