Felix da Housecat

Felix da Housecat: Sobre

Felix Stallings Jr., mais conhecido como Felix da Housecat, é uma das figuras mais destacadas no âmbito da electrónica. Como o seu próprio nome de guerra indica, assim como a sua proveniência de Chicago, sente predilecção pelo house, enquanto o seu outro grande amor, a música dos anos 80, levou-o ao coração e ao cérebro do panorama electrotrash.O artista nasce em 1972 e em meados dos anos 80, ainda adolescente, introduz-se nos corredores do house pela mão do mítico DJ Pierre. Felix publica o seu primeiro single, Phantashy girl em 1987, enquanto os pais não vêm com bons olhos o modo de vida clubber. Stallings muda-se para Alabama para continuar com os seus estudos e passa um tempo afastado das pistas de dança, embora recupere o interesse em princípios dos anos 90 para voltar a produzir e a realizar sessões como DJ. Os seus singles têm uma boa aceitação na Europa e o de Illinois dá forma à sua própria discográfica,Radikal Fear Records, que se torna num referente no espectro house. Sob o pseudónimo Thee Madkatt Courtship edita o seu primeiro álbum, Alone in the dark(1995). Já como Felix da Housecat edita Metropolis present day?Thee Album(1998) um disco conceptual que permite apreciar o interesse de Felix por este tipo de trabalhos. Os seus trabalhos paralelos(Aphrohead, Thee Madkatt Courtship) mantêm-no ocupado até 2001, ano em que aparece Kittenz and thee glitz, um exercício de estilo electroclash onde inclusive aparece a musa Caroline Herve, mais conhecida como Miss Kittin. Em 2002 o misterioso Rocketman sai, produzido em 1995 como banda sonora para o filme blaxploitation imaginário. Um ano depois chega Devin Dazzle & the neon fever que mantém as coordenadas marcadas pelos oitenta e o house.Além de ter realizado remixes para muitos artistas, Stallings também publicou diversos discos de sessão como Clashback compilation mix(1997) ou Excursions(2002).