Macy Gray

Macy Gray: últimos vídeos musicais

Finally Made Me Happy

Videoclip

When I See You

Videoclip

Smoke 2 Joints

Videoclip

Do Something

Videoclip

Still

Videoclip

I Try

Videoclip

Sexual Revolution

Videoclip

Do Something

Videoclip

Macy Gray: Sobre

A voz de Macy Gray é por si só um dom. Um contralto poderoso, faz lembrar Betty Davis, Erykah Badu e Billie Holiday de certa forma mas não espezinha ninguém pelo caminho. A sua voz vai fazendo a sua própria história em quatro níveis musicais. Gray tem muito respeito pela arte da música, mas tem ouvido de anos 90 para o hip hop e a presença em palco. Por isso, o seu álbum de estreia On How Life Is tem continuação de, digamos, uma estreia de Tracy Chapman, enquanto ainda com suficiente ritmo para cativar todos, não apenas os críticos. (A lógica também se aplicou, montando um álbum de apenas 45 minutos).Uma dose singular do multiculturalismo, Gray cresceu em Canton, Ohio. A sua base foi adquirida de álbuns de Marvin, Aretha e Steve dos seus pais, sete anos de aprendizagem do piano com a sua professora de piano clássico e um ouvido que sentia o rock que os rapazes brancos da sua escola privada ouviam. Até essa altura, a sua voz sempre se destacou: " Tinha esta voz muito engraçada. Cada vez que falava, as pessoas riam-se de mim, por isso deixei de falar. Nunca me ocorreu a ideia que podia cantar".Macy deixou o ninho na primeira parte dos anos 90 para inscrever-se no programa para argumentistas de filmes na Universidade de Southern California e a sua voz engraçada continuou a fazer a sua magia. Após escrever a música para uma cassete de apresentação de um grupo de amigos músicos, foi nomeada para cantar quando o cantor contratado não apareceu. A cassete começou a circular e a sua voz começou a captar a atenção das pessoas. O líder de um grupo de jazz que tocava em hotéis da cidade de Los Angeles pediu a Gray que cantasse. "Eu pensei que ele estava maluco, mas acabei por o fazer também porque pagavam muito bem", admite Gray. "Cantas jazz antigo, canções comuns e Sinatra durante uma hora por cem dólares"!. Por muito que alguém ainda estava interessado na mulher com "a voz engraçada", Gray libertou-se e começou a cantar mais e mais. Enquanto cantava, Gray pagou as suas contas ao trabalhar como uma assistente da MTV, dando-lhe oportunidade, por exemplo, de levar água engarrafada a Everlast(nessa altura líder dos House of Pain) quando se apresentou no programa da MTV Rock n´Joll. (Numa estranha coincidência, Gray logo faria digressões com Everlast).Gray gravou o seu primeiro álbum para a discográfica Atlantic em meados da década dos 90, mas nunca foi lançado. Eventualmente assinaram um contrato com a discográfica Epic/550 Music na primeira parte de 1998 e começou a trabalhar no seu álbum de estreia On How Life Is com o produtor Andrew Slater(Wallflowers, Fiona Apple). O álbum nunca foi uma produção comum pop, Gray contou histórias e imagens do seu passado nas suas letras e usou os seus amigos, tanto amadores como profissionais, para compor a música. Gray e a sua banda tocavam com tanto entusiasmo nas suas práticas que estabeleceram um lugar de moda chamado "The We Ours" num bar chamado Lucy Florence Coffee House em Hollywood(aberto apenas aos fins de semana da 1 às 5 da manhã). Chegando a ter apenas quatro membros na sua banda, Gray começou a trabalhar em novas canções, interpretou as antigas e criou uma continuação surpreendente. Tricky e The Roots foram vistos a tomar café e a observar Gray trabalhar.On How life Is foi a apresentação de Gray ao resto do mundo em 1999. O álbum reflectia a atitude de Gray em ouvir e escrever música, com estilo tipo Prince de I Try ao trabalho contagiante de hip hop Do Somethin´, o qual nomeia os antigos favoritos do género Nice & Smooth. Obténs uma perspectiva poética em Still e uma imagem narrativa vívida em I`ve Committed Murder.É uma visão do século 21 direccionado ao som do soul com uma grande mistura, amigável em tudo desde Sheryl Crow até A Tribe Called Quest.O álbum ganhou um artigo na revista New York Times, uma nomeação para um Grammy como melhor artista revelação e isso deu começo a uma série de actuações ao vivo. As pessoas choram, cantam e aplaudem a sua nova salvação do soul(Faças o que fizeres, não digas que és uma Diva: "Odeio essa palavra", disse ao Times). Além do seu próprio trabalho, também interpretou Beatles, Melanie, Sly & the Family Stone.Já tem o seu próprio site na Internet e tem uma canção chamada Sex-O-Matic Venus Freak. A vida corre-lhe bem.