Os Golpes

Os Golpes: Sobre

Os Golpes são uma espécie de aldeia de xisto onde não faltam arranha-céus. Sabem de cor os engarrafamentos na hora de ponta e o passo arrastado do velho pároco nas procissões da vila.

Depois de 2 anos de ensaio de um futuro, Os Golpes são paridos em 2008. Eles existem num país que se encanta com as suas possibilidades.

O primeiro disco, “Cruz Vermelha Sobre Fundo Branco”, é gravado pela Companhia Amor Fúria e figurou em várias listas do ano de 2009. O fervilhar do “Roque Português” de tempos idos está lá todo. Mas desenganem-se os profetas da desgraça, do terrorismo-revivalismo, do rebanho de antanho: Os Golpes não são do passado.“

Com a Amor Fúria, Os Golpes apresentam o seu primeiro Tele-Disco. A partir de uma ideia da banda, com a realização do Tiago Cravidão, e ajuda de uma equipa que seguirá nos créditos em baixo, mostramos aquela que é a nossa primeira aventura televisionada. Nada disto seria possível sem a boa vontade da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Alter do Chão, do Tenente Manuel Henriques e do David Taínha, em relação aos quais a Amor Fúria e os Golpes estão profundamente agradecidos.

Em 2010, e com o objectivo de marcar o intervalo entre o primeiro disco e o que se seguirá, Os Golpes decidiram registar as canções que criaram entretanto num fonograma de curta duração - um Meio Disco que marcaram com o ferro da sua inicial, "G". Quiseram tornar esse disco especial, desde a capa, que conta com a mão de duas artistas (uma para cada cidade), até aos espaços onde o apresentarão ao vivo. Uma das canções que gravaram chama-se "Vá Lá Senhora" e tem a participação do Rui Pregal da Cunha, que também se junta ao grupo nos espectáculos. Embalados por esta dança, Os Golpes decidem oferecer o disco a quem se quiser juntar à festa, em edição numerada e exclusiva!