The Dandy Warhols

The Dandy Warhols: Sobre

O próprio David Bowie em pessoa pediu-lhes que fossem o seu número de abertura durante o Reality Tour de 2003, assim que, ou o Duque está senil ou estes quatro americanos têm de ter algo. De qualquer das formas, The Dandy Warhols não nasceram ontem e contam com vários anos de experiência, sem ainda ter mostrado provas evidentes da sua genialidade.Em meados dos anos 90, Courtney Love (voz e guitarra), Peter Holmstrom (guitarra), Zia McCabe (teclados e baixo) e Eric Hedford (bateria) formam o grupo em Portland, Oregon. A sua primeira referência não tarda a aparecer e Dandy`s rule, ok? sai em 1995.Sem descobrir a sopa de alho, a estreia dos Dandy Warhols toca diversos instrumentos correctamente, embora a sua proposta ainda é ainda muito diversa. Temas como Ride ou Lou Weed mostram pelo próprio nome as influências às quais se devem, num exercício tão honesto como divertido. Dandy Warhols come down (1997)é o seu segundo trabalho, um disco que começa a solidificar o culto underground que recebe o quarteto. A sua confirmação chega pela mão de Thirteen tales from Urban Bohemia (2000), que graças ao impacto do single Bohemian like you (e um conteúdo superior aos seus predecessores) leva os Dandy Warhols a essa terra de ninguém entre o mainstream e o alternativo. O baterista Eric Hedford abandona a banda no seu momento de maior popularidade, para ser substituído por Brent DeBoer. A carreira do grupo prossegue com Welcome to the monkey house (2003), uma aproximação à pop da nova onda e as correntes dos oitentas que decorrem pelos círculos fashion de princípios do século. No disco colabora Nick Rhodes (membro dos Duran Duran), Nile Rodgers e Evan Dando ( Lemonheads).