The Streets

The Streets: Sobre

Atrás do nome dos The Streets esconde-se Mike Skinner. Skinner nasceu há 22 anos em Birmingham, cidade na qual passou a maioria da sua vida, até que em finais dos anos noventa decidiu estabelecer-se em Londres e encaminhar definitivamente a sua carreira musical.Na idade precoce de seis anos, Mike Skinner começou a ouvir De La Soul e Beastie Boys porque era a música que o seu irmãos mais velho, Dan, ouvia. Este também começou a ouvir música indie, embora não parecesse que esta fizesse mossa em Mike, já que se conta que decidiu aprender a tocar a guitarra depois de ver em vídeo uma actuação dos Guns n´Roses e ficar enlouquecido com as poses e solos de Slash. Como quer que fosse, Mike, com o seu irmão Dan e uma série de amigos, formaram Harry & the The Krishnas.Não parece que a adaptação de Mike Skinner à cidade de Londres e concretamente ao seu panorama de música de dança tenha sido fácil, embora claro está que Skinner, pelos vistos, encaixou bem no papel de estrangeiro, papel, por esse lado, muito apropriado para as suas finalidades. A sua formação musical, além da do seu irmão Dan, deve-se ao tempo que passou ao ouvir hip hop, house, jungle, R&B, ska, etc, de acordo com os sons que se reconhecem no seu primeiro álbum.Gravou as suas primeiros demos aos 15 e tentou criar um selo para que as pudesse editar enquanto se ganhava a vida ao trabalhar em estabelecimentos de comida plástica. Mike considera-se produtor acima de tudo, desenvolvendo em especial a mestria na hora de criar bases cortantes e oscilantes aptas para o rap de sotaque cockney e as animadas melódicas R&B que explodiam de refrães(quando os há). A isto se chamam 2 Step, UK Garage ou Adult Hardcore.Em finais de 2000, Mike publica o seu primeiro tema Has It Come To This? no qual descreve um modo de vida que, supostamente, é próprio da cultura geezer(apenas rapazes) de uma determinada idade(não mais de 25 anos) com a marca Locked On, selo cujo momento mais importante se produziu em finais dos anos 90, quando conseguiu grandes sucessos nas pistas de dança londrinas pela mão de pessoas como Tuff Jam e The Artful Dodger. Has It Come To This? entrou no top 20 das listas de vendas britânicas.O seguinte passo foi preparar o álbum. Original Pirate Material(Locked On, 2002), saiu para o mercado em princípios de 2002 e tornou-se nalguns meses no trabalho de referência e orgulho da cena 2 Step do Reino Unido, embora não é um disco exclusivo de UK Garage, como nos querem fazer acreditar desde as ilhas, mas que está mais próximo do hip hop do que qualquer outra coisa. Embora Skinner não é rapper, o uso e os seus textos, e a sua maneira de os esculpir, são um "brain storming" à procura de codificação. Narrador de aventuras urbanas de fins de semana de Geezers procurando sensações excitantes (Geezer Need Entertainment).O sucesso de Original Pirate Material obrigou Skinner a actuar sem parar pelo Reino Unido, e no Outono de 2003 escolheu o colectivo de garage londrino More Fire Crew como número de abertura. De acordo com declarações de Lethal dos More Fire Crew a NME.com, Mike Skinner e MFC falaram da possibilidade de trabalhar juntos, mas que teriam de esperar para ver o que 2003 lhes reservava, já que Skinner está muito ocupado agora neste momento.