Madonna arrasou com a sua atuação no intervalo da Super Bowl, este domingo, nos EUA. A Rainha da Pop tinha prometido pompons e acabou por dar bem mais do que isso, com guerreiros romanos, bailarinos a la Cirque du Soleil, um coro gigante e bandas a marchar, enquanto cantava alguns dos seus clássicos e apresentava o novo single pela primeira vez ao vivo. Nicki Minaj, M.I.A., LMFAO e Cee Lo Green juntaram-se a ela em palco.

Madge surgiu no Lucas Oil Stadium sentada num trono, qual Cleópatra, vestida de preto e dourado e com uma coroa na cabeça, ao som do incontornável ‘Vogue’, com o nome da música projetado no palco LED, para lá de high tech. Os bailarinos estavam vestidos de soldados romanos e dançavam uma coreografia de inspiração asteca. Estava dado o mote para a festa, ao estilo de Madonna, ou seja: em grande!

Aos primeiros acordes de ‘Music’, foi a vez de entrar em palco um grupo de b-boys, acompanhado pelos LMFAO. A dupla RedFoo e SkyBlu fez um mash-up de ‘Music’ com ‘Party Rock Anthem’ e ‘Sexy And I Know It’, deixando a plateia ao rubro.


   Madonna e LMFAO na Super Bowl Foto de Tomothy A. Clary para AFP e Getty Images


Chegava então um dos momentos mais esperados e falados de toda a atuação, com a entrada em palvo de Nicki Minaj e M.I.A., secundadas por um batalhão de cheerleaders de pompons em riste, ao som de ‘Give Me All Your Luvin', o novo single de Madonna. Ambas as rappers estavam trajadas de cheerleaders e M.I.A. causou controvérsia ao levantar o dedo do meio para a câmara, no final do seu rap.

Cee Lo Green foi o ultimo convidado especial a juntar-se a Madge em palco. O cantor de ‘Forget You’ interpretou partes dos clássicos ‘Open You Heart’ e ‘Express Yourself’, antes de ‘Like A Prayer’. Poucos instantes antes do final da atuação entrou em palco um grande coro. Uma nuvem de fumo envolveu depois o palco, enquanto Madonna se retirava, deixando nos ecrãs a mensagem “Paz no Mundo”.


  Madonna e Cee Lo na Super Bowl Foto de Ezra Shaw para Getty Images

A cantora de 53 anos dedicou a atuação na Super Bowl ao pai, afirmando que «sou uma rapariga que trabalha no duro e nunca para e isso é tudo por causa dele. Tenho a certeza que, de tudo o que já fiz na minha vida, isto será o que mais o entusiasmará.

Entretanto a NFL emitiu um pedido de desculpas pela atitude de M.I.A.

«Houve uma falha no sistema da NBC que atrasa as imagens. O gesto obsceno durante a atuação foi completamente inapropriado, uma grande deceção e pedimos desculpa aos nossos fãs», referiram no comunicado

Polémicas à parte, público e crítica já se renderam à atuação de 13 minutos, para a qual Madonna uniu eforços com uma equipa criativa que já deu créditos no Cirque du Soleil, encabeçada pelo coreógrafo, diretor criativo e colaborador de longa data Jamie King.

De referir que ‘Give Me All Your Luvin’ é o primeiro single a sair de “MDNA”, o 12º álbum de estúdio de Madonna, cuja edição está marcada para dia 26 de março. O registo incluirá também o tema ‘Masterpiece’ - da banda-sonora de “W.E.”, filme que a própria Madonna realizou – e que já rendeu um Globo de Ouro, na categoria de “Melhor Canção Original”, à norte-americana e ao produtor William Orbit, que assina o tema.

«Com o William eu não preciso de discutir nada», revelou Madonna à MTV, na estreia do filme "W.E.", em Nova Iorque. «Trabalhámos juntos durante tantos anos que chegamos a terminar as frases um do outro. Ele conhece o meu gosto e aquilo de que gosto. (...) Acontece magia quando entramos juntos num estúdio de gravação», completou.

“M.D.N.A.” é o sucessor de “Hard Candy”, de 2008, e conta, ainda, com colaborações de produtores como Demolition Crew, Benny Benassi, Alessandro "Alle" Benassi, Hardy "Indiigo" Muanza e Michael Malih. Este é o primeiro de três álbuns que a cantora lançará com a editora Interscope, após a saída da Warner.


Samuel Cruz


Copyright : MTV Portugal