10 de Janeiro de 2017

Moby recusa convite para atuar na tomada de posse de Trump

Moby recusou o convite para atuar na tomada de posse de de Donald Trump como Presidente dos EUA. Apesar de lhe ter chamado "sociopata" durante a campanha eleitoral, o músico e DJ conseguiu ser convidado para celebração, ao que respondeu com um simples "hahahahaha".

"Um agente acabou de me perguntar se eu consideraria ser DJ numa das festas da tomada de posse de #trump... Hahahahaha, esperem, Hahahaha, a sério?. Acho que atuaria como DJ numa festa de tomada de posse se, como pagamento, o #trump divulgasse o reembolso dos seus impostos. E, provavelmente, também tocaria remisturas de Public Enemy e Stockhausen para entreter os republicanos. Ainda estou a rir-me. Hahahaha. Portanto, #trump, o que me dizes? Faço de DJ para ti e tu revelas aquele que foi o teu reembolso de impostos?", escreveu Moby no Instagram.


 

Hahahahaha, I was just asked by a booking agent if I would consider djing at one of the inaugural balls for #trump... Hahahahaha, wait, Hahahaha, really? I guess I'd DJ at an inaugural ball if as payment #trump released his tax returns. Also I would probably play public enemy and stockhausen remixes to entertain the republicans. I'm still laughing. Hahahaha. So #trump what do you think, I DJ for you and you release your tax returns?

Uma foto publicada por moby XⓋX (@moby) a


A tomada de posse está marcada para dia 20 de janeiro e a equipa de Trump continua com dificuldades em encontrar artistas para atuar nas festas. Até ao momento estão apenas confirmadas as atuações de bandas escolares.

O britânico Elton John recusou pública e veementemente atuar; Vince Neil desistiu; Charlotte Church negou o convite e, depois, chamou a Trump "tirano" no Twitter; e os Rolling Stones, cuja canção 'You Can't Always Get What You Want' foi tocada pouco antes de Trump fazer o discurso de vitória, também não se mostraram interessados.

Entretanto, a revista americana Billboard contactou Moby e pediu-lhe que elaborasse uma playlist hipotética para um set na festa de inauguração. A lista elaborada pelo guru da dance music inclui faixas como 'American Idiot', dos Green Day,'Idioteque', dos Radiohead, ou 'I'm So Bored With the U.S.A.', dos The Clash.


Samuel Cruz